Imagem:Denys Nevozhai

Ontem o bitcoin se dividiu em dois: permanece o de sempre e surge o bitcoin cash.

Até o momento não vi um artigo que tenha apresentado as explicações e consequências disso com clareza e simplicidade, mas vou tentar cumprir essa tarefa! No entanto sem deixar de fora quem já entendeu quase tudo.

Convenhamos que até agora explicar o que é blockchain, criptomoedas, como funcionam e por que vão mudar o mundo permanece uma conquista em aberto.

Se você quiser mergulhar mais a fundo pode vasculhar artigos e vídeos que tenho guardado no meu clipping ou assistir esse vídeo (inglês com legendas):

Mas vamos ao que interessa.

Blockchain é uma forma de registrar operações online com segurança e transparência. Ela é exatamente o que o nome diz: uma cadeia de blocos com informações como, por exemplo, Joâo transferiu 10 dinheiros para Joana.

Para o nosso assunto aqui basta sabermos o seguinte:

  • Cada bloco contém 1MB de informações
  • Essa cadeia de blocos é mantida de forma distribuída por milhares de servidores
  • Ela sofre bifurcações, ou seja, se divide, naturalmente por questões técnicas, mas sabemos qual é a correta pegando a mais longa

Esse 1MB era pouco então decidiu-se aumentar para 2MB (basicamente para possibilitar mais operações por segundo), entretanto uma parte dos servidores que mantém a tal cadeia de blocos achou pouco e decidiu criar uma perna nova com 8MB.

Para explicar mais visualmente é como se a gente tivesse uma fileira de blocos de tamanho 1 conectados até que passamos a conectar blocos de tamanho 2, mas aí vem uma galera e faz uma perninha paralela com tamanho 8. Basicamente é só isso.

Os bloquinhos de tamanho 2 seguem registrando operações feitas com bitcoins, os de tamanho 8 acabam criando um tipo de clone do bitcoin, o bitcoin cash.

Assim quem tinha, digamos, 100 bitcoins (pessoa riquinha, hein?) ontem hoje tem também 100 bitcoins cash.

Entram os problemas que ainda não vi ninguém explicar a contento.

O primeiro é que, lembra que a cadeia de blocos mais comprida é a que vale? Então como ficam seus bitcoins de perninha de tamanho 2 se a perninha de tamanho 8 ficar maior? Se as duas pernas se manterem a pessoa felizarda que tinha 100 bitcoins (em torno de 280 mil dólares) ganhou do ar mais uns 27 mil dólares?

Infelizmente não achei resposta convincente para essas perguntas ainda e o meu entendimento da implementação da blockchain ainda é parcial, logo o que tenho para vocês é uma suposição que registro aqui.

Passará a existir duas cadeias de blocos, duas blockchains e as duas moedas se bifurcarão.

Quem manteve seus bitcoins em uma carteira própria adequada realmente recebeu bitcoins cash literalmente das nuvens e vai seguir com duas carteiras.

Isso pode prejudicar o bitcoin que é a principal criptomoeda pois serão duas moedas similares disputando o mesmo espaço, diferente de outras como o Ethereum que caminha por outro lado.

Tenho estudado as criptomoedas e o blockchain por entender que são tecnologias centrais nos próximos anos. O impacto do blockchain no registro de operações e até criação de aplicativos deve ser tão vasto ou até mais do que a própria Internet (e não me considero uma pessoa exagerada).

Todavia me parece que há um desconhecimento geral de detalhes importantes até entre quem está fazendo operações de investimento em criptomoedas, detalhes que também me escapam ainda, mas fique em sintonia, pois logo chegarei lá!