Tive que compartillhar o vídeo do cara aí…

Até assinei o canal do cara aí para ver o que ele faz aí

Veja direto no Youtube que tem os links para as fontes.

O que mais me interessa em casos como Bolsonaro e Olavo de Carvalho (acho bem semelhantes) é como eles encontram eco na sociedade.

O cara no vídeo lança sua hipótese: as pessoas não verificam ficando apenas com as mensagens instantâneas que recebem.

Vou um pouco mais longe sugerindo que a suposta oposição e raiva deles contra o caos acaba permeando toda a comunicação em torno dessas personalidades.

“O inimigo do meu inimigo é meu amigo”

Muito cuidado, isso é uma grande falácia fruto da nossa visão maniqueísta do mundo: se não é mau, então é bom.
Nós percebemos o mundo assim, é uma simplificação que não chega nem perto da realidade.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais