A chamada desse artigo pode causar uma certa rejeição pois parece isca para atrair nosso clique, mas o artigo foi compartilhado por pessoas que respeito na área e decidi ler.

É um dos melhores resumos que vi até agora sobre a construção da nossa reputação.

Em primeiro lugar não pense que reputação online é uma coisa de “gente virtual”.

O século XXI será o século da civilização fluida e já é o século do emprego fluido.

Nessa realidade todos nós temos que saber construir nossa imagem da mesma forma que antes andávamos com os carros e roupas certas.

Agora andamos com as ideias e conexões certas ou teremos dificuldades para permanecer no sistema produtivo.

A base

Resumindo o que já está resumido:

  • Seu próprio site (um como esse em que você está agora);
  • Uma forma de se comunicar com quem tem interesse no seu conteúdo, ou seja, uma mala direta. Já assinou a minha?

Redes Sociais

O artigo deixa de lado as redes sociais offline, mas elas não podem ser ignoradas. Uma boa estrutura de produção de conteúdo online será ecoada não só em redes sociais online como também offline. Tenho certeza que você já comentou um canal do Youtube (link para assinar o meu) ou um post do Medium com alguém no almoço ou no bar entre chopps.

As dicas dele de como usar redes sociais online são realmente muito interessantes muito embora lhes falte um pouco de alma, mas nem toda empresa precisa de alma para ser um bom negócio. No entanto você precisa de alma se o negócio é construir sua própria reputação.

Outros pontos

O artigo também dedica um espaço a explicar de que formas redes sociais como Facebook, Twitter e Youtube podem atrapalhar ou não serem adequadas para ser um dos pilares da nossa presença online.

Destaque para o Facebook que é realmente um problema como até já comentei em A Internet invade o mainstream?

Bem, oportunamente irei comentando tópicos abordados e satélites a esses assuntos, fique com o artigo. Vale a leitura! Está em português e tem várias dicas úteis.

 

Vícios, armadilhas invisíveis e o ciclo do fracasso nas redes sociais. Leia o artigo para entender o real problema e a batalha por um futuro alternativo.

Source: Guerra às redes sociais: o maior cemitério de grandes ideias

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais