Uma rede social de videos de menos de um minuto. Para que pode servir isso?

Se você é uma pessoa ligada nas redes sociais há um tempo dirá que, se não deu certo com o Vine e o Instagram já tem os stories certamente o Tik Tok não passa de uma modinha que vai evaporar em breve.

Os tempos são outros e temos ao menos uma grande mudança (não citada no vídeo mais abaixo que serviu de base para este post): o cansaço mental e verdadeiro colapso cognitivo que temos enfrentado.

Nesse cenário uma rede de vídeos curtos demais para causar estresse e uma cultura local que se caracteriza por procurar causar prazer ou satisfação tem potencial para explodir e não apenas entre os jovens.

Alguns fatos sobre ele:

  1. Ele pertence à chinesa Bytedance, uma empresa similar ao FB
  2. É o app de rede social mais baixado dos EUA
  3. Tem mais de um bilhão de usuários
  4. Dá lucro, um bom lucro

A característica mais importante:

A timeline dele é construída por uma inteligência artificical que praticamente elimina a ação do usuário.

Podemos curtir vídeos, claro, e seguir pessoas, mas nossa TL será definida realmente pelos vídeos que nos chamaram mais a atenção. E ela é muito boa nisso.

Ainda é cedo para falar do impacto dela, de como sua cultura se definirá com o tempo, mas deixo esse post aqui como uma primeira reflexão e base para um próximo quando, e se, ela se popularizar viralmente.

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais