Hoje vi uma lista dos 50 piores blogs brasileiros.

Não vou “linkar” porque não concordo nem com a classificação e nem com a idéia de classificar blogs.

Um blog é a personificação virtual de alguém. Falar em blog ruim é com falar em pessoa ruim e isso me soa muito arrogante e indelicado.

É claro que podemos falar em alguns atributos que tornam blogs melhores, por exemplo:

  • Crie uma página “quem sou” para que possam realmente ver seu blog como uma pessoa
  • Uma página “Qual é a minha?” explicando o que você pretende com o blog também é muito útil
  • Tagcloud! Adoro tagcloud apesar de não ter colocado aqui ainda! 😉 Tagcloud é uma “nuvem” de palavras chave usadas no blog em que as palavras aparecem maiores quando são muito usadas. Ajuda muito o visitante casual que, com um golpe de olhar tem uma boa noção de onde está
  • Evite parágrafos longos. 4 ou 5 linhas está ótimo!
  • Faça parágrafos! Tem gente que faz o texto todo em um único parágrafo!
  • Evite textos longos e se for inevitável use o negrito em palavras chave para que o leitor casual possa sacar o teor do artigo somente passando olhos
  • Espontaneidade é uma das melhores formas de conquistar o carinho dos seus visitantes!

E por ai vai, mas esse não é um post com dicas de como criar um blog ou escrever um post, a idéia é dizer o que é um blog ruim.

Ora, blog ruim é aquele que você não gosta de ler! É como as pessoas: ruim quando falta afinidade ou interesse.

Um blog jabá é ótimo se você está procurando um produto, afinal a opinião do blogueiro é sempre melhor que a do vendedor.

O blog meu querido diário onde a pessoa conta como foi a briga com a irmã ou a dificuldade para escolher roupa na loja cara é maravilhoso se a pessoa escreve daquele jeito que dá gosto de ler.

Até o blog que se limita a copiar e colar poemas ou letras de música famosos pode ser bom (odeio) se o gosto da pessoa parece com o seu e você encontra ali várias coisas novas e legais que não conhecia.

Ruim mesmo é tentar julgar pessoas ou blogs conforme seus próprios critérios como se todo mundo tivesse que pensar como você…

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais