“Incomodada ficava a sua avó”… Ou mãe, não lembro bem.

Foi assim que um anúncio de absorvente feminino marcou uma geração há quase 40 anos.

Hoje estamos muito mais profundamente mergulhados na mudança de paradigma e o sangue já é retratado como um troféu de combate que as mulheres podem erguer com orgulho.

É interessante notar que o sangue masculino é amenizado na mídia e na cultura pop, talvez por um impulso inconsciente de retratar o masculino como inquebrável. Será bom ver também esse estereótipo ser questionado.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais