Tempos atrás meu pai, incrédulamente, me perguntou como fica o capitalismo com esse negócios de OpenSource?

Ainda bem que ele não conhece até hoje a Internet…

Nós, memes de carbono como você e eu, fomos forjados no fogo de um modelo que prevalece há mais de mil anos: uma minoria governa, a maioria trabalha.

As coisas mudaram um pouco depois que inventaram os livros e mais pessoas passaram a ter pensamento crítico. ou talvez mais memes de carbono tenham sentido a necessidade de ter mais pensamento crítico e os livros foram criados… O que importa é que terminaram as holigarquias e monarquias e nasceu a democracia.

Mesmo na democracia temos poucos eleitos para representar muitos. Temos a mídia de poucos falando para muitos, o marketing de poucos também falando para muitos.

É aqui que chegamos às empresas: Na sociedade do conhecimento muitos falam para muitos. É uma holoarquia se é que “arquia” se aplica a um ambiente de superdemocracia.

Perguntas, muitas perguntas! É isso que uma empresa sensata deve estar fazendo agora.

  • O que é Internet?
  • Como são criados os fluxos de informação na Internet?
  • Como impedir (não tem como) que aquele vídeo tosco que nos critica vire um viral assistido 15 milhões de vezes na Internet?

A empresa esperta tirará “A Internet” dessas perguntas e procurará se perguntar como funciona a cultura que está criando a Internet, porque ela fez isso, até onde irá?

A empresa sobrevivente saberá fazer parte dessa mudança de paradigma (que talvez seja o mais radical dos últimos 5 mil anos) alimentando-o e se alimentando dele para se transormar.

É difícil nesse ponto da evolução do paradigma oferecer respostas ou fórmulas mágicas, no entanto arrisco supor que a empresa (e até um dentista é uma empresa nesse contexto) da era do conhecimento…

  • Praticará a economia de serviços
  • Entenderá o conhecimento como seu produto central
  • Enxergará a Internet como uma rede de pessoas
  • Existirá na Internet através de pessoas que a representam
  • Defenderá a transparência e fairplay como parte da sua missão

A parte difícil é elaborar uma oficina para apresentar todos esses conceitos para nossos contemporâneos em empresas muitas vezes ainda engessadas no século XIX. Desejem-me sorte!

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais