Imagem: VisualHunt

Já falei ano passado sobre o Apocalipse Uber e as dificuldades que os carros elétricos autônomos (sem taxistas) enfrentariam.

Estou voltando ao assunto para falar sobre o futuro imaginando que empresas como o Uber fiquem satisfeitas em tirar os táxis comuns das ruas..

Ainda há pouco passou na minha TL a entrevista Preço do Uber deve subir quando a concorrência quebrar com o pesquisador de cibercultura Evgeny Morozov. Vale a pena ler.

Colada nessa notícia estava o artigo associado Concorrentes do Uber, Lyft e Didi Kuaidi firmam parceria.

Calma, não serei óbvio defendendo inocentemente que estamos na era de aquário e a Internet garantirá a livre concorrência.

O que temos que fazer é observar as variantes.

  • Temos a China que é um mercado blindado e de difícil penetração onde há versões locais de Twitter, Youtube, Facebook etc.
  • Apple está trabalhando em um veículo autônomo
  • Google está trabalhando seriamente em um veículo autônomo
  • Tesla deve se tornar uma potência global nos próximos 20 anos com suas soluções de baterias para residências e carros elétricos autônomos
  • Há diversos concorrentes em busca de investidores e o capital disponível para projetos online deve aumentar exponencialmente

Se o Uber pertencesse a uma IBM, Apple ou Google certamente teríamos um grande risco de monopólio, mas também perceberíamos esse risco muito mais rapidamente.

Por hora o Uber segue crescendo aparentemente sem resistência além da desastrosa reação das empresas que controlam frotas de táxi nos diversos países.

Essas, as empresas de táxi e taxistas, correm grande risco de se extinguirem se persistirem no caminho atual em vez de oferecer o que o Uber oferece: segurança, preço, qualidade de atendimento, transparência.

Porque não fizeram? Isso é assunto para outros posts, mas podemos fazer um breve resumo: esqueça a ideia de que o mundo é controlado por corporações-gênio. Cada corporação é um organismo que se adapta, mas resiste a transformações que alterem suas bases cognitivas: editoras vendem papel, gravadoras vendem CDs, TVs vendem ondas de rádio e não se animam a fazer grandes investimentos para mudar a estrutura do negócio.

Voltemos ao que interessa:

  • O Uber vai aumentar o preço? Sim. Basta que os táxis comuns capitulem e outras empresas similares demorem a entrar no mercado
  • O Uber será uma nova Microsoft? Muito difícil pois os concorrentes no seu encalço são muitos, são poderosos e estão aprendendo a se transformar mais rapidamente
  • O Uber vai migrar para carros elétricos autônomos? Sim. Tão logo se resolvam as resistências que comento lá no primeiro post que linkei (o do apocalipse)
  • Os táxis vão acabar? Se não mudarem de rumo oferecendo o que o Uber oferece… Sim.
  • O que temos que evitar? Que o Uber e similares estabeleçam conexões políticas como as cooperativas de táxi fizeram
  • Vai ficar tudo bem? Bom… Não é isso que causará o apocalipse zumbi.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais