Tenho falado contra o senso comum a respeito das bolhas, no entanto esse artigo me fez repensar alguns pontos, pois sem dúvida temos um problema de disputa pelo nosso tempo.

Tanto a apresentação do problema quanto a solução que ele apresenta, são boas (algo que passa pelo Youtube Red, patronato e modelo Netflix).

Se não cheguei a mudar de ideia sobre as bolhas cognitivas é porque não vejo sinais experimentarmos a Internet apaticamente.

Aqueles de nós que sabem usá-la como um instrumento de vantagem competitiva caminham para soluções como assinatura de canais que não se sustentam com propagandas e sim modelos mais próximos do patronato.

Os outros acabarão vítimas, sugados por uma nova versão dos homens cinza de Momo (Michael Ende, alguém leu?) assim como já fomos (digo, somos) sugados pelo consumismo e por um sistema que nos usa como engrenagens (Tempos Modernos também serve como boa metáfora).

Instagram’s most recent announcement that they are changing their feed is a symptom of a larger problem that is eating t…

Source: Instagram and the Cult of the Attention Web: How the Free Internet is Eating Itself — RE: Write — Medium

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais