O artigo no final detalha seis sites com características que devemos considerar ao estruturar nossos sites, sejam blogs, lojas ou portais. Vou destacar o terceiro:

  1. Google: simplicidade. Esse é um dos motivos porque sempre recomendo que o site não seja monetizado por anúncios e que seja um instrumento de construção de reputação;
  2. Apple: use imagens. Elas devem transmitir informações, mas também são importantes para aumentar a retenção dos visitantes e memórias afetivas;
  3. Healthline: quando um site reúne muitas áreas e temas é essencial ter uma boa taxonomia que implica não só em classificar categorias e subcategorias, mas criar landing pages de curadoria do conteúdo; algo que ainda não fiz nos meus blogs pois pode ser mais complexo do que parece à primeira vista. Tem alguns bons exemplos no artigo no final;
  4. Target: É ma variação da taxonomia com destaque para o planejamento de landing pages;
  5. Adobe: cores. É um site com foco em design, no entanto a navegação pela Internet pode ser muito monótona com artigos como esse que você está lendo. Fotos e o uso de cores vivas podem estimular quem visita o site. Arrisquei até um experimento grosseiro nesse artigo como você já deve ter notado;
  6. Airbnb:  deixe sua proposta de valor à frente do seu site. O Google também é um bom exemplo disso.

Origem: 6 Lessons You Can Learn from the Internet’s Most Popular Websites | Elegant Themes Blog

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais