Vou comentar apenas o vídeo, certo? Desconheço o viés e projetos de quem o produziu.

É uma visão um pouco superficial, mas achei ótima como introdução à reflexão.

Por que superficial?

Bom, a captura da democracia por investimentos e lobby entre outros é colocada como um desvio no sistema democrático que poderia ser consertado sem mudarmos o sistema, coisa que desconfio ser insuficiente.

Mesmo que a população se informe e vote em peso ainda podemos ser fortemente influenciados (discordo da ideia de manipulação)por campanhas de marketing. Note-se fenômenos recentes no Brasil, EUA e Inglaterra.

Além disso há um desencanto, aliás, uma desesperança em relação à classe política e à própria possibilidade dela ser corrigível.

Evidentemente essa percepção pode mudar rapidamente no mundo hiperconectado em que vivemos agora.

A solução para a democracia certamente passa pela politização e participação da sociedade nas decisões comuns, no entanto é preciso mirar mais além.

Provavelmente veremos surgir meios que reduzirão o poder de decisão dos políticos eleitos atribuindo algum poder à sociedade. Isso pode ocorrer através de plebiscitos, que seria algo previsto no sistema e no paradigma atual, no entanto imagino que teremos mudanças mais intensas que isso, talvez os custos políticos e até penais para os políticos se tornem muito mais sérios e… Por favor, não se assustem, Inteligências Artificiais podem ser inseridas no sistema de decisão. Não de uma forma tão intensa como Asimov nos mostrou em Eu, Robô, mas talvez demonstrando políticos que estão agindo fora das curvas de expectativa.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais