Se entendemos a humanidade como um fenômeno de carbono (genético) e cultural (memes) e queremos de fato desenvolver ideias sobre quem somos, de onde viemos, para onde vamos, como podemos conduzir melhor nosso desenvolvimento pessoal e coletivo então precisamos ter em mãos (ou em mente) as ferramentas básicas.

Do meu ponto de vista a ciência é a única ferramenta humana capaz de realmente nos dar esses instrumentos básicos.

Há as crenças e as tradições filosóficas ou esotéricas, mas elas são muito subjetivas e as certezas de um podem parecer absurdas para outros.

A ciência é um conjunto de formas de pensar, testar, verificar e criticar que nos permitem avançar, ainda que mais lentamente do que nossas almas ansiosas gostariam, na direção de uma visão cada vez mais ampla das nossas origens, do Universo onde vivemos e do futuro.

No entanto tenho notado há tempo que muita gente perdeu o contato tanto com os conhecimentos científicos básicos quanto com as ferramentas que nos ajudam a resolver os conflitos causados por convicções pessoais subjetivas.

Há excelentes documentários online, mas eles chegam a ter 5h! E quem tem tempo ou fôlego para dedicar 5h a um documentário? Só quem já ama o tema e, em vez de assistir um bom fime, assiste um (ou meio) documentário.

No entanto quase todos nós carregamos essas dúvidas em nosss mentes: quem somos, de onde viemos, como surgiu o Universo? E as respostas sem ciência fequentemente desenham um Cosmos assustador e assombrado por demônios.

Foi então que tive a ideia de fazer vídeos de 10 a 15 minutos resumindo esses documentários no que eles tem de mais extasiante deixando para quem se interessar a possibilidade de assití-los.

Assim nasceu esse projeto que ainda não tem nome (mas gostei de Ciência de Base).

O primeiro vídeo explica mais ou menos o que já disse acima, mas creio que as coisas em vídeo são mais fáceis de absorver do que as escritas, então lá vai!

[youtube]r5CTjBqkGbo[/youtube]

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais