Estou revendo a palestra de Luli Radfahrer no terceiro #Descolagem e me perguntando o que nos impede de usar uma idéia que ele jogou lá meio casualmente.

Se 40 mil professores de química do ensino médio convidadesse seus alunos para escrever uma página de conteúdo original por ano teríamos um livro de 40 mil páginas no final do ano. Certamente o maior e mais completo livro de química básica da história!

O que falta para fazermos isso? Quantas escolas tem computadores conectados? Quantos alunos não tem acesso à Internet?

Creio que essa é uma das medidas que podemos tomar para mudar a educação no país sem ter que esperar pelo MEC ou pelo governo.

Basta que um professor por escola esteja antenado para conversar com seus colegas formar uma rede de professores para definir a estrutura básica de uma wiki que será desenvolvida pelos alunos ao longo do ano escolar.

Seria uma escola colaborativa de cabeça para baixo pois criaria um livro ditático feito pelos alunos à partir dos livros escritos por um punhado de bons e esforçados autores.

Diversos provedores certamente se ofereceriam para abrigar o projeto gratuitamente (e já me ofereço) caso o governo não disponibilize os recursos necessários.

Um projeto como esse apresenta alguns desafios como o fim da hierarquização do currículo por séries, afinal um artigo sobre monocotiledôneas não teria uma versão para a primeira, outra para a segunda série e assim por diante e os alunos das primeiras séries talvez precisassem aprender a filtrar o conhecimento que ainda não estão prontos para assimilar. Por outro lado aqueles com mais aptidão naquela área podem acessar o que só aprenderiam no ano seguinte.

Outro desafio está na forma de avaliação afinal os trabalhos serão todos em grupo e não só grupos formados dentro de uma escola, mas um grupo misto de alunos de escolas de todo o país e em diversas séries. O fato da wiki informar que aluno fez cada colaboração não seria o sificente para uma avaliação formal do trabalho então talvez esse grande livro escolar nem possa fazer parte desta avaliação formal a princípio.

Este post não é uma idéia completa, é uma sugestão de projeto a discutir.

Mesmo que apenas alguns alunos por escola se envolvam nele pode ser uma forma de despertar a paixão pelo conhecimento justamente naqueles alunos mais antenados que se desinteressam da escola e acabam desperdiçando seu potencial indo à Internet sem sugestões de coisas realmente interessantes para fazer lá.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais