Imagem: Tony Webster – Iowa – EUA

Fui caminhar, o que no meu caso é uma forma de trabalhar.

Estava pensando em como divulgar o Ecossistema Meme de Carbono (que pretende levar a vocês o que antes eu só entregava para empresas que me contratam).

Percebi um problema.

Você conhece o estigma de Gandalfo? O mensageiro confundido com a fonte de maus agouros?

A mensagem que o Ecossistema Meme de Carbono carrega é um pouco pior.

Se você me acompanha por aí já percebeu que falo bastante em viés, padrão cognitivo, falácias sempre procurando mostrar que os nossos sentidos e raciocínio não funcionam para o mundo que construímos ao nosso redor nos 10 mil últimos anos.

Não admira que eu tenha poucos clientes, né? Hahahahaha!

Mas, sério, o mundo está um caos e a última coisa que a gente quer ouvir é que o nosso bom senso não funciona. Queremos algo que nos dê segurança.

Por outro lado é justamente agora que sair da zona de conforto é necessário para tomarmos as melhores decisões tanto na esfera pública, quanto na pessoal.

Vou largar essa linha de investigação? De forma alguma! É algo que sinto que estou construindo desde os 11 anos de idade e farei enquanto tiver consciência (nesse ou em outros corpos hehehehe), mas percebo que preciso separá-la muito bem dos cursos e palestras de TI e cibercultura (marketing, jornalismo etc)  que são mais práticos e de interesse geral.

Continuarei a chamar de Ecossistema Meme de Carbono o conjunto de opiniões e curadoria que faço aqui e espalho por alguns outros lugares, mas anote aí que tem um subsolo desse ecossistema e basta pedir por ele que estarei aqui pronto para dividí-lo.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais