Aprendi uma coisa blogando por mais de 20 anos: os sites acabam e o que escrevemos neles some a menos que o Internet Archive guarde. Então procuro guardar em algum lugar sob o meu controle os comentários ou posts mais extensos que vou escrevendo pelas redes.

Vou concentrar neste post tudo que eu escrever pelos Facebooks da vida sobre isso aí no título.

Ué, mas desde quando existe a covid-19?

Um amigo esbarrou em um artigo sobre a MERS-CoV, de 2013, ficou confuso e respondi o seguinte:

A bem da verdade sabemos dos coronavirus em humanos desde a década de 60 do século passado.

São 7 cepas de coronavirus, sendo a mais recente o SARS-CoV-2, que pulou para humanos ano passado e é responsável pela coronavirus desease de 2019, ou covid-19.

Esse artigo aí é sobre o MERS-CoV, que causou a MERS, que pulou de camelos para humanos.

Antes disso tivemos em 2003 o SARS-CoV que causou a doença que ficou conhecida como SARS.

As cepas anteriores parece que foram bem mais suaves e foram chamadas somente de resfriado comum.

Desde o SARS-CoV o pessoal desconfia que uma outra cepa poderia surgir trazendo problemas sérios, principalmente pq todas as cepas anteriores tiveram pouco alcance, então praticamente ninguém tem pré-exposição a cepas de SARS-CoVs e portanto o alastramento do contágio é rápido e o índice de internação bem alto.

Aliás o pessoal se apavora com medo de morrer da covid-19, mas, apesar de matar 10 a 20 vezes mais que a gripe (atualmente provocada pelo H1N1), o maior problema dela não é a letalidade, mas contaminar muita gente e mandar 20% para a internação.

Inclusive essa é a maior razão de qq tratamento como a hidroxicloriquina (que já bem sendo abandonada em alguns países) não adiantar muito: que tem que ser impedido é de encher os hospitais de gente.

Estima-se que 60% das pessoas deve pegar se for exposto.

Faça os cálculos… Para facilitar vamos dizer que 50% peguem no Brasil.

Seriam 100 milhões de infectados.

80 milhões se curariam sem precisar de maiores cuidados (tem grande possibilidade de eu ter tido ainda em dezembro! É mole? Fiquei uns 15 dias abatido.)

Agora começa o problema!

20 milhões precisariam de internação!

Desses 5 milhões precisariam de respiradores artificiais!

Esse pessoal pode ser de qq idade. A maioria é com mais de 60, mas tá cheio de gente entre 30 e 50 internada tb.

Daí o terror que vemos milhares de pessoas morrendo em casa por não ter como se internar sem falar em quem pisa num prego e morre de infecção pq todo o pessoal médico tá tentando cuidar de quem está com a covid-19!

E tem uma coisa que vemos pouca gente falando: do caos econômico e social da parada imposta pela doença! 20 milhões de pessoas precisando de internação, 80 milhões contaminadas que precisam se afastar dos parentes, amigos e colegas de trabalho pq ninguém sabe quem vai e não vai precisar de internação se pegar a covid-19!

Por isso a parada controlada é o único caminho viável no momento.

Se pararmos 100 milhões de brasileiros em casa eles ainda estarão com saúde, trabalhando de alguma forma.

A doença se transmite menos e os outros 100 milhões conseguem trabalhar… Se bem que o plano é pelo menos 70% da população, ou seja 120 milhões, digo, 140 milhões se deslocando apenas o mínimo essencial.

O artigo da Wikipedia sobre os Coronavirus explica bastante coisa.

E fiz uma página para quem está sofrendo de ansiedade com a situação e coloquei no Meme de Carbono.

Eu, abril/2020

A covid-19 matou mais do que dengue, sarampo e H1N1 somados em 2020 – não é gripezinha

O amigo está certo no comentário sobre a letalidade da covid-19 noticiada no artigo do jornal O Globo, mas…

Sei que é meio… Insensível, dizer isso, mas a quantidade (e condições terríveis) de mortes nem é o maior problema da covid-19…

Tem estimativa de que 60% das pessoas são vulneráveis a ela, mas digamos que 10% dos brasileiros peguem essa doença.

São 20 milhões de pessoas!

Dessas cerca de 4 milhões (20%) precisariam de internação. 1 milhão desses 4 precisariam de respiradores!

Mas os 16 milhões restantes não teriam apenas um resfriadinho e uma grande quantidade deles não conseguiria ir trabalhar por uma ou duas semanas.

Além disso todos eles na verdade teriam que ficar em casa por cerca de um mês para não contaminar colegas, amigos e parentes.

E teriam que fazer isso mesmo se sentindo bem mal e ainda com dúvida se está na hora ou não tentar se hospitalizar.

É aterrador para qualquer estrutura social e econômica! Um descontrole imposto pela irresponsabilidade.

E esses números são se apenas 10% de nós ficássemos doentes…

Pelos artigos que tenho visto da OMS pelo consenso dos especialistas temos que conter 70% da população se restringindo voluntariamente para sair apenas perto de casa e para o essencial para conter o avanço da epidemia.

Quem sai irresponsavelmente hoje carregará em 15 dias o peso da maldição de ter levado dor e morte para amigos, parentes e colegas…

eu, abril de 2020

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais