O estudo favorece a hipótese de que sistemas corruptos produzem populações corruptas.

Curiosamente a sugestão do pesquisador ao final é que mudemos os sistemas à partir dos jovens pois ele considera difícil mudar as instituições.

Me parece que ele caiu no viés comum de que “o povo tem as instituições que merece” apesar da própria pesquisa apontar que é o contrário.

Também me parece mais difícil mudar 50 milhões de jovens do que alguns milhares de instituições.

A propósito a ideia de que os jovens produzem o amanhã é uma crença fortemente estabelecida.

Chamo de crença porque podemos ver claramente que, muito embora os jovens apontem para o futuro moral da sociedade, eles não conseguem ter impacto nas estruturas dos sistemas sendo inclusive absorvidos por eles.

https://www.scientificamerican.com/article/national-corruption-breeds-personal-dishonesty/?WT.mc_id=SA_FB_MB_FEAT

Source: National Corruption Breeds Personal Dishonesty – Scientific American

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais