O amigo @Dulcetti passou a foto abaixo pelo Twitter ainda há pouco dizendo que merece ser viralizada (até o momento tem mais de 50 mil views):

Foto tirada aqui no Rio, hoje, por uma amiga. Merece ser vira... on Twitpic

Vale a pena ver os comentários. Como era de se esperar a maioria reclama do governo, acusa os brasileiros, afirma ter vergonha.

Aqui nesse blog abordo o funcionamento da mente e da consciência humanas, individualmente e em grupo e acabo de escrever um post sobre a demofobia que acho que está refletida aqui nas reações a essa foto.

Nós podemos ter várias reações diante dessa realidade, aliás, diante de qualquer realidade.

Uma das reações mais comuns, em parte devido à ilusão da percepção assimétrica (em Inglês – via @Biattrix), é tentarmos nos excluir do grupo responsável pela realidade e culpar a inércia, a incompetência e a má fé dos outros.

Nós somos os outros.

Todos nós somos humanos, todos nós estamos ajudando a construir a nossa civilização.

Não somos culpados por nada, mas temos uma parcela de responsabilidade em tudo. Quem sabe usar as ferramentas de comunicação globais tem um pouco mais de responsabilidade.

Outra forma de lidar com a realidade é nos perguntarmos que parcela de responsabilidade temos.

Podemos fazer um post dizendo como o Criança Esperança pode se tornar mais eficaz? Temos tempo para dar aula voluntariamente? Podemos ajudar a politizar nossos amigos (e a nós mesmos) para votarmos melhor? Vamos anotar em que políticos votamos e acompanhar seus mandatos com posts, e-pios e comunicação direta com eles? Aliás, vamos mostrar aos nossos políticos que estamos atentos e que trabalho exatamente esperamos que eles façam?

Simplesmente chorar a criança derramada e culpar os outros não resolverá nada, só nos deixa mais enfraquecidos e conformados por força da desesperança.

E isso não é só para o Brasil. O mundo inteiro clama por sociedades mais humanas onde os cidadãos se percebem como uma grande tribo com belas diferenças culturais: veja as lutas contra os ditadores na África, por dignidade na Inglaterra.

A minha responsabilidade e a desse blog são ínfimas pois não tenho muitos leitores (e mesmo que tivesse 100 mil por dia seria pouco) e temos que ter a maturidade de perceber que 7 bilhões de pessoas não mudam da noite para o dia, nossas mudanças são lentas, mas são constantes. Há de se ter paciência para ter forças para perseverar em nossas micro-responsabilidades diárias. E não odeie quem não tem e ainda culpa os outros… Esse é mais um dos bugs da nossa mente, mas a cada dia ela (nossa mente) precisa de um ambiente mais humano e conspira para nos impulsionar nesse sentido.

Quando acabei de escrever esse post e fui publicar vi que a @samegui tinha publicado uma foto complementando a imagem mais acima. Se encaixa perfeitamente no que escrevi!

Texto atribuído a Nelson Mandela

Um sonho para todos nós

Outras reações

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais