Por que é importante entender isso, ciência não é só uma coisa que cientistas fazem para ver o mundo de um jeito estranho?

Não. Ciência é como uma luneta ou telescópio que nos ajuda a ver o mundo como ele é (ou o mais próximo disso possível).

Tenho a impressão de que quase todos os problemas que enfrentamos hoje é por insistir em ver o mundo como ele parece ser ou como a gente espera (ou gostaria) que ele seja.

Isso nos leva a todo tipo de decisão errada contra nós e contra os outros. Em saúde, política, alimentação, relacionamento.

Não se trata de ver o mundo de forma fria. Achar que a visão científica é fria é achar que a realidade é fria e ela definitivamente não tem nada de fria ou de não poética! Ela só não é quente e poética da forma como todo mundo gostaria.

Se a gente busca uma empolgação e poesia que não existem de verdade não há mal nenhum em encontrá-las na fantasia do cinema, dos livros, dos jogos, mas na hora de Viver (com V maiúsculo) é extremamente recomendável que a gente busque uma visão mais próxima da realidade possível, mesmo que ela seja meio perturbadora.

É melhor se perturbar um pouco agora e se tornar mais forte e viver mais tempo com mais intensidade.

O curioso disso tudo é que praticamente todo mundo concorda que viver em um mundo virtual não é bom. Como jogador de MMORPGs escuto sempre e vejo muitos olhares de reprovação porque eu vou para esses “mundos virtuais”.

No entanto quase todas essas pessoas optam por viver 24h por dia fugindo da realidade, negando o pensamento científico como algo estranho.

Sejamos no mínimo coerentes, né? Vamos todos viver em Azeroth o tempo todo ou decidir encarar a realidade de frente pelo menos nas decisões que tomamos fora de Azeroth.

Fonte da Imagem:
Mistérios do Universo
Pictoline
Ano-zero

Acrescentando minutos depois…

Assim que publiquei esse post esbarrei numa publicação no Facebook sobre a exploração dos atrasado no Enem que se encaixa perfeitamente como exemplo prático. Leiam pois vale a pena e acrescentei o seguinte:

O texto tem uma reflexão e uma hipótese importante e que merece ser observada, mas vou deixar que vocês leiam.

O ponto que tenho observado é outro muito ligado ao que acabei de publicar: o preconceito contra os atrasados.

É fácil ver alguém dizendo que “para o show de rock chegam no dia anterior” ou “Que idiotas”.

Qual é a evidência de que essas pessoas sempre se atrasam? Que as pessoas que chegam na véspera do show de rock não se interessam em chegar na hora para algo relacionado ao estudo?

Não há evidência, o que há é uma visão pré-concebida da realidade baseada em preconceitos.

Uma parte de nós acha engraçado o pessoal tentando de tudo para entrar mesmo quando perde a hora, é claro, mas use de sinceridade com você e analise que parte sua está rindo. Pode não ser uma parte que você gostaria de alimentar.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais