workweekAntes das indústrias e do capitalismo as pessoas trabalhavam seu artesanato em suas casas ou cuidavam da plantação e dos animais. O tempo era medido pelo ritmo pessoal ou das estações. Os ambientes de trabalho online voltal a esses tempos.

Nos últimos 200 ou 300 anos nosso trabalho foi se padronizando no segunda a sexta, de novo até as 17 e o resto…

Não importava que preferíssemos trabalhar de madrugada ou precisássemos de um dia de descanso na quarta em vez de domingo, era necessário padronizar o horário em que todos estavam trabalhando.

timothy_ferrissSe há algo que se tornou virtual (insisto que online não é virtual) foi o tempo e já há livros como o de Timothy Ferrys falando em semanas de trabalho de apenas 4 horas.

Muitos assuntos não exigem atenção imediata e podem ser resolvidos por email, reuniões ao vivo podem acontecer a qualquer momento pois não é necessário que todos se encontrem pessoalmente em um escritório.

E há os que trabalham com e para o mundo online. Blogueiros, criadores de campanhas em metauniversos, hospedeiros etc.

Assim como nos tempos feudais a semana perdeu seu sentido e todo dia pode ser de trabalho ou de decanso.Quem produz conhecimento online o faz quando está inspirado, quem mantém a infra-estrutura da Rede funcionando tem seus trabalhos preventivos, e pode precisar correr para sua “horta” quando algo vai errado, no passado foram chuvas de granizo, hoje é o servidor que trava…

O resultado é que vemos trabalhadores sérios indo ao cinema numa quarta-feira de manhã, à praia numa quinta à tarde e muitas vezes não percebemos que ele não está ali na mesa de bar no sábado pois está debruçado sobre um novo projeto que precisa entrar em produção dali a dois dias.

A nova estrutura de trabalho exige novas formas de organização como o Getting Things Done, mais conhecido como GTD.

Quais serão as consequências dessa dissolução da semana de trabalho e da nova liberdade?

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

Mande para suas redes sociais